66

E as coisas pioram…


Queria estar postando aqui para vocês contando que já estou em Natal e com o ânimo renovado para fazer esse segundo ciclo de quimioterapia graças a minha breve estadia em João Pessoa, onde revi muitos familiares e amigos que eu estava morrendo de saudades. Sendo que infelizmente, tenho contar que no último dia de permanência lá, meu estado de saúde piorou. Da noite para o dia apresentei quadro de retenção urinária. Da noite para o dia minha perna direita, perna a qual possuía mobilidade e força total, perdeu suas forças se tornando igual a minha perna esquerda, inválida. Isso tudo da noite para o dia…

Nesse tempo pude ver como é horrível sentir vontade de urina e não conseguir excretar a urina, como é horrível não controlar as duas pernas, sendo que antigamente a direita ajudava a esquerda. Pensava que na minha reabilitação seria mais fácil tendo força em uma das pernas para andar e a outra uma bengala ou muleta ajudava. Mas agora, tenho apenas a certeza que meu tumor aumentou e que a luta que já estava muito difícil, ficou mais complicada ainda.

Então, qual de vocês conseguiriam chegar ANIMADOS para fazer o novo ciclo de quimio no hospital com essas novidades?? Não digo que seria desesperançoso na cura, ou sem vontade de lutar, mas um pouco sem força por lutar, fazer tudo certo e ao invés de melhora, deparar-se com piora no seu quadro geral?

Pois bem meus amigos, cá estou eu em Natal, ainda lutando como sempre fiz, com vontade de me curar para ter minha vida de volta, mas desanimado com os últimos resultados do tratamento. Com as forças diminuídas. Tentarei agora arrumar ânimo novamente.

Um beijo.

4

Lar doce lar?


Olá pessoal! Estou escrevendo de João Pessoa. A viagem de volta foi um pouco complicada, pois os solavancos do carro fizeram minha coluna doer e a estrada não ajuda muito. Para me fazer subir duas escadas até meu apartamento, foram precisos 3 homens fortes (meu irmão e meus amigos de infância e vizinhos Otto e Eric). Graças a eles, foi possível me colocar na cama. Também foi um processo que atravessei com muita dor mas deu tudo certo.

Estou estranhando esta minha temporada em casa. Achei que iria vooltar à minha cidade bem melhor do que estou hoje. Não que eu pensei que iria voltar andando, mas achava que minha dor estaria mais controlada para fazer mais movimentos. Infelizmente hoje eu me mantenho em uma única posição na cama e qualquer alteração resulta em muita dor. E eu já estou de saco cheio de dor. Apesar da grande dose de morfina que estou tomando, essas dores são fortíssimas e sufocantes. Torço para que passem logo e meu tratamento seja de sucesso.

Um beijo a todos

12

A prova do 400 metros com barreiras…


Já viram aqueles filmes – geralmente de comédia – que o personagem principal deve fazer algo relativamente simples mas “o destino” coloca tanto empecilho que esse percurso acaba se transformando em uma via crucis? Foi dentro de um filme desses que me senti na semana passada. Como eu tinha dito a vocês, evolução era a palavra de ordem para mim. Tudo melhorando e alta médica marcada para a sexta-feira 13. Fiz planos e mobilizei alguns amigos para me ajudarem nesta volta. Tudo estava quase pronto quando na manhã da quinta-feira, tive uma bacterimia junto com uma hipotensão que levou ao médico intensivista do hospital a me mandar para a UTI com o pensamento de ficar monitorado e melhor assistido.

Claro que não gostei da decisão. Eu estava andando para trás no caminho para minha alta. Mas entendi que era preciso identificar o que estava infeccionado e me causando febres constantes. Na UTI o intensivista Dr. Fernando decidiu, juntamente com minha médica Dra. Anne, que a provável fonte de infecção seria meu Port Cateter, que foi muito utilizado nesse período e deveria ser retirado. Também fiz uma tomografia de abdômen para verificar se essa infecção não era algum abscesso. (E foi um sofrimento fazer essa tomografia porque, mesmo sedado, sinto muita dor para ficar na posição necessária para o exame)

Passaram-se 3 dias e recebi alta da UTI. Vim para o apartamento do hospital novinho em folha (e com os leucócitos um pouquinho em baixa – o que me fez ficar em precaução de contato). Voltei ao quadro que estava antes só que desta vez sem febre e com isso meu oncologista decidiu me dar alta nesta próxima quinta-feira. Vou para casa passar uma semana e volto para Natal pra realizar o segundo ciclo. Agora não vejo algo que possa impedir minha alta. Vamos torcer para que meu próximo post seja de João Pessoa.

Um beijo pessoal!

13

Uma criança pequena…


Quarta-feira foi o final do primeiro ciclo da quimioterapia. Meu oncologista aqui de Natal, o Dr. Aldair, programou meu tratamento para 4 ciclos cada um contendo 6 sessões diárias. Cada sessão dessa dura em média 3 horas, com o medicamento sendo infundido pela veia no meu corpo. Como eu já estou internado há mais de 6 meses, nem ligo de ficar essas horas tomando soro. Na verdade para mim é indiferente, com exceção de alguns efeitos colaterais que eu tive e estou tendo (náusea, gengiva seca, saliva grossa, etc.) a quimio não muda minha rotina do hospital.

Nesse ciclo, tudo ocorreu bem sem nenhum problema com medicação ou com qualquer outra coisa. Com isso, o ciclo demorou os 6 dias planejados e os efeitos colaterais também foram os esperados. O que mais me incomodou foram as náuseas. Nada que Quitril e Dramim não resolvam.

A grande novidade é que eu já estou sentando na poltrona do quarto e na cadeira de banho. Com isso não estou mais tomando banho no leito e sim no chuveiro!! Essas boas notícias me deixam inseguro pois me qualificam mais para voltar para João Pessoa. Só que eu me sinto inseguro já que estou há 3 meses aqui no hospital e tenho suporte à qualquer coisa que eu sinta. Em João Pessoa, não terei essa assistência toda. Não sei se vocês me entendem, mas me sinto uma criancinha que está com medo de mudanças.

É isso aí, depois posto algo mais legal que acontece aqui direto.

Abraço

7

Início da 2a etapa


Olá pessoal.

Comecei ontem a quimioterapia. Serão 4 ciclos de 6 sessões cada. São 6 dias  de infusão de medicamento e 2 semanas de repouso, fazendo ciclos de 21 dias.

Na quimio de ontem, tomando uma droga chamada Taxol, já tive um pouco de enjôo. Esses efeitos podem ser potencializados pelo fato de eu estar já bem debilitado e com dores constantes.

Agora é só esperar e ver posicionamento dos médicos. Dentro desses dias eu devo estar sentando na cadeira de hospital. Um grande passo para quem se encontra deitado desde fevereiro. Apesar de eu estar um pouco cansado e desanimado, estou procurando fazer tudo certo para evoluir o máximo possível.

Um abraço pessoal, em especial para 2 amigos que não vejo há tempos mas percebi que acompanham minha luta por aqui, meus amigos e professores Fred e Lafa, homens que me ensinaram muito e ajudaram a formar meu caráter.

18

Dando notícias


O audio tá ruim, mas tá valendo

12

Concluída etapa 1 de 3


Cirurgias, Quimioterapia e Reabilitação. Essas são as 3 etapas que preciso passar para me recuperar. As cirurgias foram vencidas. Essa última agora foi a maior de todas e estranhamente a que mais me recuperei bem. Demorou 21 horas seguidas e os médicos disseram que deu tudo certo. Não conseguiram tirar TODO o tumor mas acreditam que chegaram a uma redução de 70%. Infelizmente, um rim meu teve que ser sacrificado devido à prótese antiga das costas que existia. Fiquei apenas 3 dias na UTI e desde então venho me recuperando aos poucos.

Nessa cirurgia colocaram uma prótese para fixar a minha coluna. Isso fará com que agora eu possa voltar a sentar e no futuro, andar. Isso será impostante para a reabilitação.

Quando estiver clinicamente bem, farei quimioterapia aqui em Natal mesmo. Mas apenas o primeiro ciclo porque receberei alta para ir para João Pessoa novamente.

Bem, estou econômico nas palavras poraque minha mão esquerdo está muito dolorida para digitação, então estou digitando o mínimo possível. um abraço para todos

17

Enfim, o grande dia chegou!


bisturiO plano de saúde aprovou os procedimentos e os materiais. A equipe médica tem disponibilidade para esta quinta. Eu estou com boa saúde. Então, finalmente, será feita minha cirurgia amanhã, quinta-feira.

Essa cirurgia promete ser a maior e mais perigosa pela qual já passei. Serão 3 equipes diferentes (cirurgiões oncológicos, vasculares e neurocirurgiões) e um único pensamento: retirar o máximo de tumor possível. Como já expliquei em um post passado, a retirada do meu tumor da coluna tem que ser feita em duas etapas, ou seja, duas cirurgias. Uma cirurgia para retirar o tumor pela parte de trás da vértebra e a outra, pela frente, para retirar a parte da frente da vértebra que está com tumor.

Além disso, nessa cirurgia será colocada uma prótese (um cilindro) para poder apoiar a minha coluna já que pedaços das vértebras serão retirados. Prótese parecida foi colocada em mim em outra cirurgia, em fevereiro, pelo Dr. Ronald Lucena. Naquela ocasião, assim que colocou a prótese, ela saiu do lugar pois o tumor não permitia sustentação da mesma. Foi por isso que não pude nem mais sentar desde então e fiquei preso a uma cama. Meu maior medo é que esse novo cilindro também não fique preso. Peço que orem para que ele fique bem colocado e estável, para que eu possa novamente sentar e futuramente voltar a andar.

Bem pessoal, apesar da experiência em cirurgia, estou com um pouco de medo. Mesmo assim, estou muito confiante. Estou pensando em um passo de cada vez. Tem esse “passão” que é a cirurgia. Depois a quimioterapia. Depois a reabilitação com fisioterapia e por aí vai. Então, vamos lá! Vou dar uma sumida nesses dias mas logo logo estarei postando novamente. Um abraço.

8

Eu versus Dor


Não tenho conectado ultimamente devido meu estado atual. Há uns 5 dias venho sentindo dores durante o dia todo. As medicações antigamente aliviavam as dores por um bom tempo mas ultimamente eu só tenho 30 minutos de alívio após cada injeção de morfina no meu corpo. Uma pena que o intervalo de tempo entre uma dose e outra é de 4 horas.

Relato isso aos meus médicos mas sinto que eles têm um certo receio de aumentar a dose da medicação para dor. Não sei se é para que eu não fique viciado ou tenha muito efeitos colaterais (a morfina causa náuseas, constipação, aumento de pressão entre outros). Só sei que eles querem sempre o melhor para mim e  que eu tenho sempre  que tentar esquecer a dor durante o dia para que ela passe logo e a cirurgia venha logo. Confesso que isso não é nada fácil e não tenho aguentado isso com a paciência necessária. É uma tortura!

Bem, a cirurgia está marcada para dia 08 de julho e espero que não seja adiada novamente. Então acho que não devo postar muito durante esse tempo. Um abraço pessoal

Dor lombar

9

A decepção de uma nova espera


Serão 3 equipes. Uma neurocirúrgica, uma oncológica e uma vascular. Todas essas equipes são necessárias pois minha cirurgia será gigante e de acordo com os médicos, para tudo ou nada. Infelizmente, essa cirurgia seria hoje, dia 29 de junho. Seria porque a equipe da cirurgia vascular fez as requisições para o procedimento MUITO tarde, sendo necessário adiar mais uma vez essa bendita cirurgia…

A nova data agora é antes que o plano de saúde faça adiarem novamente dia 8 de julho. Nesses últimos dois dias, tive uma considerável piora no que se diz respeito às dores neurológicas. Estou com uma perna sem mobilidade que dói muito durante a noite me fazendo ter noites e noites de sono perdido. Com isso, os médicos aumentaram as doses dos medicamentos, o que me faz ficar muito sonolento e às vezes, irracional, que não consigo falar coisa com coisa. Minha mãe ficou com medo desses remédios causarem algum problema na minha consciência. Eu nem me importo, desde que eu não sinta dor. Eu não suporto mais sentir dor e não dormir ou viver por causa dela. Sendo assim, morfina é a melhor coisa do mundo para mim atualmente :D .

Um abraço para vocês!!

Página Anterior

Posts Aleatórios Comentários Recentes

  • Starleigh Says:

    Kudos to you! I hadn't thuoght of that!...

  • Deandra Says:

    Your article perctfely shows what I needed to know, thanks!...

  • Waleska Says:

    Saudades, meu filho! Te amo até enquanto eu respirar!...

  • Waleska Says:

    Três anos sem vc, meu amado filho. Saudades. :'(...

  • Waleska Says:

    Recebi por e-mail e acho que este texto diz tudo: O tempo é inimigo da saudade... Faz tempo que ...

  • Waleska Says:

    Há dois anos atrás eu estava, neste momento, olhando o meu filho, inerte, em um caixão... Como assim...

  • Waleska Says:

    A Missa de 02 anos do falecimento do meu amado e inesquecível filho Gustavo Cavalcanti será celebrad...

  • Waleska Says:

    Mas estávamos engandos, não deu certo... :(...

  • Waleska Says:

    Três passarinhos Gilberto Gil Revisar tradução Não se preocupe com nada Porque cada pequena coisa ...

  • Waleska Says:

    E todos os dias são iguais... Sem vc aqui, tdo é cinza... Hoje me peguei pensando o que eu teria ...

Nuvem de tags